O trabalho de Conclusão de Curso é uma atividade fundamental na formação de educadores e educadoras do campo e é requisito necessário para a graduação em Educação do Campo – Licenciatura.

Segundo o Projeto Pedagógico de Curso – PPC da Lecampo da Unipampa, em sua página 57,

“As bases teóricas e metodológicas serão propiciadas por todos os componentes curriculares, especialmente, os componentes de Prática Pedagógica em Educação do Campo I, II, III, IV, V e VI; Metodologia da Pesquisa Científica e Trabalho de Conclusão de Curso I e II.

Desse modo, o TCC apresentará a significância do curso para o discente-autor, narrando, apresentando, argumentando e explicando os processos, produtos, investigações que, ao longo do curso, foram contribuindo para sua formação docente em Educação do Campo e Ciências da Natureza.”

Dessa forma, o TCC deve refletir a base teórica e prática apreendida pelos estudantes ao longo dos semestres que precedem a elaboração do trabalho de pesquisa, o que ocorre durante o sétimo e o oitavo semestres conforme a matriz de componentes do curso.

Certamente o tema eleito pelo estudante e a investigação que dela decorre exigem novos esforços, assim como o contato com conceitos e teorias que não foram vistos anteriormente nos componentes curriculares. Esses novos estudos devem aparecer no projeto de TCC, principalmente, na revisão de literatura onde os conceitos gerais são apresentados ao leitor.

O que o trabalho de pesquisa exige, a partir do que estamos expondo aqui, é (1) compreender o curso de graduação como uma prática social que lida, basicamente, com o conhecimento e suas formas de criação e reprodução, desde a cultura acadêmico-científica. Exige também (2) compreender como esse conhecimento é transmitido, ou seja, qual meio ou meios são utilizados e quais suas características no estabelecimento da comunicação da pesquisa realizada. O meio de comunicação dominante nas universidades é a escrita impressa ou virtual, mas é comum que TCCs, dissertações e teses usem imagens como um recurso comunicativo.

A partir da identificação destes pontos (1) e (2) a atividade de aprendizagem em pesquisa pode ser iniciado. O propósito aqui, portanto, é iniciarmos algumas reflexões que apontem para um conjunto de exercícios — escritos — de modo a subsidiar ou até mesmo constituir partes do TCC.

Iniciaremos nossos exercícios buscando seguir o itinerário formativo do curso, passando pelos Eixos Temáticos como mostra a figura abaixo:

Conciliaremos a reflexão sobre a trajetória formativa — contato com teorias e prática na educação do campo, desenvolvimento rural, formação de identidade, ciências da natureza, antropologia, economia política, etc. — e a escrita das partes do projeto ou trabalho final de TCC.

Atividade 01: Cultura, conhecimento e educação

O início do curso na Lecampo pode estimular no estudante sua capacidade educadora, compreendendo as implicações do ser e estar no mundo desde uma troca de conhecimentos que têm relação com uma dada matriz sociocultural, enfatizando o olhar sobre o que acontece no meio rural, na produção de alimentos, na dificuldade de acesso à terra ou à escola, etc.

Nós e nossas famílias estamos inseridas dentro de um “mundo cultural”. Todo conhecer humano pertence a um desses mundos e é sempre vivido numa tradição cultural, que envolve linguagens, saberes e práticas que manifestam certa estabilidade que é transmitida de geração em geração.

Exercícios

Retomando seus estudos do primeiro semestre (identidade e processos identitários), escreva alguns parágrafos sobre:

  1. Como você se identifica desde uma perspectiva cultural — onde nasceu, línguas que aprendeu, atividades religiosas, atividades de lazer, tipo de moradia, culinária tradicional da família, trabalho realizado por você, seus pais e avós, que meios de transporte utilizavam, se faziam viagens para outras cidades, etc.
  2. Onde e como os alimentos que sua família consumia eram produzidos? Quem os produzia? e hoje?
  3. Como estes conhecimentos sobre língua, religião, diversão, moradia, culinária e trabalho eram transmitidos de geração pra geração?
  4. Haviam escolas na comunidade onde nasceu? seus pais e avós estudaram nas escolas?
  5. O que você aprendia na escola tinha relação com seu mundo cultural (língua, religião, lazer, moradia, culinária, trabalho dos pais)?

Faça o exercício nos respectivos cadernos: